PROJETO RONDON_Amazônia

Em 2006, meu último ano na graduação, tive a oportunidade de participar do até então antigo e extinto Projeto Rondon. O projeto foi retomado pela gestão do Governo Federal (presidente Lula), participei da Operação Amazônia com equipe multidisciplinar da UFJF em conjunto com estudantes e professores de vários outros estados. Foi a experiência mais marcante durante meu processo educacional no ensino superior e que, sem a devida política de valorização da pesquisa e extensão, jamais teria ocorrido.

O projeto Rondon visa a integração das universidades com comunidades distantes do país, tem como objetivo proporcionar apoio técnico e embutir nos universitários senso de realidade do Brasil.

Me surpreendi com o que vi em diversos aspectos, minha função seria dar apoio aos funcionários da prefeitura na elaboração do Plano Diretor do município em que ficamos, no caso, Sena Madureira (a 2h30m da capital do Acre, Rio Branco). O município possui cerca de 31000 habitantes, sendo 18000 na área urbana e 13000 na área rural, que se trata de selva. O município tinha agentes públicos bem capacitados e certamente aprendemos mais do que tentamos ensinar para as comunidades onde ministramos oficinas.

Esperava encontrar uma situação de isolamento que não corresponde a realidade, são muitos os problemas de infra-estrutura mas apesar das limitações de transporte, dispõe-se de todos os meios de comunicação possíveis (internet, telefone, tv a cabo etc).

Apesar do núcleo urbano convencional com suas ruas, comércio, igrejas, agências bancárias, escolas etc é realmente incrível a exuberância da floresta fora dos limites da cidade.

O povo sente-se longe em termos de Brasil, há um certo clima de distanciamento, pois as novelas e os telejornais mostram um cotidiano de metrópoles como Rio e São Paulo muito distante e ao mesmo tempo sonhado.

A equipe de trabalho foi muito bem recebida pelo Exército, que deu suporte ao projeto, pelo Governo do Estado do Acre, que nos recebeu no palácio governamental, pela prefeitura e pelo povo de Sena Madureira com seu dinamismo e vontade de se divertir.

Ao fim do projeto, ficou uma preocupação com a falta de suporte adequado a grupos indígenas na cidade e com a "influência de valores" pela mídia do sudeste, que sem uma boa educação, transforma negativamente culturas e ambientes já ricos por natureza. 

Segue imagens;



































































Após o Projeto Rondon, já graduado em arquitetura, elaborei a pedido do secretário de planejamento de Sena Madureira o projeto de um monumento para a cidade; 


Fill out my online form.